WEBNÁRIO PARA EDUCADORES DO PROGRAMA AGRINHO TEM A PARTICIPAÇÃO DE MAIS 800 PESSOAS

A Coordenação Estadual do Programa AGRINHO, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural- SENAR-CE realizou durante os dias 17 e 18 de novembro, WEBNÁRIO para Educadores do Programa, pelo canal do Youtube do Sistema FAEC/SENAR, contando com a participação de mais de 800 pessoas nos dois dias.

No primeiro dia, a moderação ficou a cargo da coordenadora do AGRINHO, Germana Moreira, e a palestrante foi Ilana Maciel, doutoranda em avaliação educacional UFC/FACED, pedagoga, docente em programas de pós-graduação, Executive Coaching e Orientadora de Carreiras (IMS), Ilana Maciel, e no segundo dia, a moderação ficou a cargo da diretora técnica, Kelly Claúdio, com palestra do professor e psicanalista, Marcos Aurélio.

No dia 17 de novembro, o webnário   tratou sobre “A Cultura da cooperação, o cuidar do outro é cuidar de si mesmo”. A pedagoga e doutora, Ilana Maciel, iniciou sua palestra disponibilizando um “Quiz” com os participantes sobre a dissertação do tema destacando palavras que se assemelham com a pergunta “O que é cuidar? e sobre importância do afeto, carinho e compreensão para o acesso da educação.

Ela detalha quatro tipos de autocuidado: o Físico, o Emocional, o Social e Espiritual e destacou sobre a psicologia positiva, a teoria da felicidade que tem três tópicos: Hedonismo, desejo, lista de objetivos finalizando sua palestra falando sobre inteligência emocional.

A Coordenadora Estadual do AGRINHO, Germana Moreira, destacou a importância dos coordenadores e educadores municipais que continuam presentes no programa AGRINHO, pelo método de ensino à distância devido ao período de pandemia, e sobre os benefícios para todos que participam do AGRINHO.

A Diretora técnica do SENAR Kelly Claúdio Gonçalves, foi a moderadora do segundo dia do webinário da   palestra ministrada pelo professor, Marcos Aurélio, que é também psicanalista e falou sobre o tema “Competências Sócio-Emocionais”.

Esse ano foi um ano atípico, onde a conexão pelas redes sociais foi primordial para continuidade das nossas ações dentro do Programa AGRINHO, disse Kelly, explicando que todos os participantes da live, professores, diretores, outros públicos, devem preencher  um formulário  e receberão uma declaração  e agradeceu a participação de todos.

Fui coordenadora do Agrinho por muitos anos e todos nós sabemos da importância desse programa para os alunos da zona rural, por isso é importante continuarmos com as atividades, disse Kelly.

O professor, Marcos Aurélio, fez uma reflexão sobre a pandemia que paralisou as aulas presenciais desde o dia 18 de março, sobre os valores agregados e como serão desenvolvidas novas competências de agora em diante.  Que atos, nós como professores ou gestores iremos desenvolver para melhorar a prática pedagógica e melhorarmos também o nosso relacionamento?  “Indagou Segundo ele, todos devem ter um olhar para atitudes e controlar as emoções”.  “O professor também destacou a importância da felicidade e do amor e os pré-requesitos, para tanto, “precisamos trabalhar nossas emoções, os desafios, ter um olhar para nós mesmos. Trocar a palavra “Difícil” por “Desafio” é a melhor alternativa, recomendou.

Ele condenou a autossuficiência, uma escola não funciona sem todos os atores, então todos são importantes. Compreender o outro e a si mesmo é um desafio, e um deles é o perdão.

 SOBRE O AGRINHO

O Programa AGRINHO está atuando em 47 municípios cearenses, em 550 escolas da zona rural, com 44.673 professores beneficiando 80.272 alunos do ensino fundamental, a 2ª, a 9ª. séries.  O tema deste ano é o AGRINHO de Mãos Dadas com o Cooperativismo. A finalidade do Programa é levar para os alunos da zona rural, informações que não fazem parte da grade curricular das escolas, mas que impactam diretamente na vida do produtor rural e de sua família. Nestes 18 anos de AGRINHO no Ceará, já foram debatidos temas como: Saúde, Meio Ambiente, Trabalho, Cidadania e agora, Cooperativismo.