SENAR-CE – 27 ANOS: A MAIOR ESCOLA DO CAMPO

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Administração Regional do Ceará – SENAR/CE, criado com a missão de desenvolver ações de Formação Profissional Rural e de Promoção Social, voltadas para o homem do campo e sua familia, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural- SENAR, comemora neste dia 20 de abril, 27 anos de fundação no Estado do Ceará .

 

Por meio de um esforço gigantesco, os fundadores da SENAR/CE, capitaneados pelo engenheiro José Ramos Torres de Melo Filho, então presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará – FAEC, conseguiram viabilizar as primeiras parcerias com as Escolas Agro técnicas Federais do Crato e do Iguatu, com os Colégios Agrícolas dos municípios de Pacatuba, Mombaça e Lavras da Mangabeira, bem como a parceria com a Cooperativa de Trabalho e Assistência  Técnica – COCEPAT,  com vistas a  formação dos primeiros  instrutores, sendo até hoje parceira da instituição.

 

Logo vieram novas parcerias com os Sindicatos dos Produtores Rurais, SEBRAE/CE, Governo do Estado, Federação dos Trabalhadores Rurais  Agricultores e Agricultoras do Estado do Ceará – FETRAECE, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Secretarias Municipais de Agricultura e empresas privadas para realização de uma programação mensal de cursos/treinamentos.

 

Já no seu primeiro ano de atuação estimou-se oferecer poucos treinamentos, mas as metas foram ultrapassadas e foram realizados 431 eventos, com 7.154 alunos. O balanço é significativo, até 2019 o SENAR atendeu a 429.771 produtores, realizando 22.054 cursos, com uma carga horária de 899.858 h/a.

 

Além dos cursos de Formação Profissional Rural – FPR e das atividades de Promoção Social – PS,  com uma oferta de 98 tipos de ações, o SENAR AR/CE oferece sozinho, ou em parceria com os  Sindicatos de Produtores Rurais e com o SEBRAE- CE, outros programas especiais, dentre os quais destacam-se: Empreendedor Rural, Sertão  Empreendedor, Negócio Certo Rural – NCR, Sindicato Forte, Competitividade e Sustentabilidade da Atividade Leiteira .

 

Em 2003, deu inicio ao Programa Agrinho, passando de, inicialmente, nove para 48 municípios que hoje são atendidos, tendo beneficiado nesses quase 18 anos mais de três milhões de alunos do 2º ao 9º ano do ensino fundamental das escolas públicas da zona rural, levando educação não formal com temas voltados para o interesse do campo, tratando de saúde, meio ambiente, viver bem no semiárido, cidadania e cooperativismo.

 

Merece destaque especial a introdução em 2015, do Programa de Assistência Técnica e Gerencial- ATeG, com um modelo inovador baseado na produção assistida, auxiliando, principalmente, os produtores rurais. Nesse sentido, a Administração Regional do Ceará começou trabalhando em  2015,  em parceria com o Programa Sertão Empreendedor/SEBRAE, no atendimento a 455 propriedades, ampliado posteriormente para 755 propriedades.

Em 2020, em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA e do Programa AgroNordeste, está implantando 144 turmas de 30 produtores/cada, totalizando 4.320 benefícios pela ATeG .

 

Outra ação importante foi a implantação, também  em 2015, do Ensino Técnico semi-presencial, através de quatro Polos Presenciais da Rede e-Tec, em Fortaleza, Cascavel, Quixadá e Quixeramobim, com a oferta do curso Técnico em Agronegócio, que já  formou 222 técnicos em cinco turmas. Hoje,  temos também, a Faculdade CNA, com 200 alunos matriculados em diversos tipos de cursos na área do Agronegócio.

 

A preocupação permanente do SENAR AR/CE é, portanto, a melhoria da qualidade de vida no meio rural e, nesse contexto, desenvolve ações que incentivam a preservação do meio ambiente e dos meios de produção existentes em cada localidade, contribuindo com sua profissionalização, integração na sociedade, melhoria da qualidade de vida e pleno exercício da cidadania.

Parabéns aos produtores que foram beneficiados com a maior Escola do Campo.

 

Flávio Viriato de Saboya Neto

Presidente da FAEC e do Conselho de Administração do SENAR