PRESIDENTE DA FAEC E DOIS PRODUTORES PARTICIPAM DA VIDEOCONFERÊNCIA PROMOVIDA PELO DEPUTADO JULIO CÉSAR E MINISTROS

A videoconferência  promovida  na última quinta- feira, dia 18, pelo deputado federal Júlio César, ( PI) , coordenador da bancada do Nordeste e do Comitê de Desenvolvimento Regional da CNA, foi muito importante e como resultado, deveremos encaminhar algumas solicitações à Ministra da Agricultura Tereza Cristina, disse o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária  do Estado do Ceará- FAEC,  que participou do evento ao lado dos produtores cearenses, Carlos Prado, que é Vice- Presidente da Federação das Indústrias do Ceará- FIEC e Manoel Belarmino, presidente da câmara temática do leite  junto a ADECE.

Participaram  da videoconferência alem da Ministra Tereza  Cristina- MAPA, o Ministro Rogério Marinho do MDR , um representante do Ministério da Economia , o presidente da CNA, João Martins da Silva e os presidentes de federações de agricultura do Nordeste. Na pauta diversos assuntos, entre eles, fazer da SUDENE, do DNOCS e do BNB órgãos estruturantes para o desenvolvimento regional , conclusão da Transnordestina do Rio São Francisco, crédito emergência, com recursos do FNE  para o setor primário na crise da pandemia, com juros diferenciados.

Durante sua participação , o Presidente da FAEC, Flávio Saboya propôs a elaboração de uma Resolução específica para atender aos produtores rurais nordestinos nesta pandemia  e a formação de um grupo de trabalho para condensar todas as propostas apresentadas na vídeo- conferência .Já  o produtor e industrial Carlos Prado, fez uma análise sobre o Programa FINOR- informando que há um débito muito grande dos produtores com este programa, com juros e correções impossíveis de serem cumpridas.

Já o produtor de leite  Manoel Berlamino, solicitou a  implantação imediata no Estado do Ceará, do Laboratório de Análise do Leite,, cuja  parte da infraestrutura já existe no Instituto CENTEC, no município de Quixadá. Flávio Saboya, lembrou que essa é uma antiga reivindicação dos produtores de leite do Estado, haja vista a exigência do ‘MAPA, no controle da qualidade do leite, que era feito anteriormente em um laboratório  de Recife, que fechou.. Ele lembrou ainda,  que esteve pessoalmente em visita ao laboratório do CENTEC acompanhado de uma técnica do MAPA, que veio especialmente de Brasília e considerou que o local precisa de pequenas adaptações, que poderiam ser feitas pelo governo estadual e federal.