Novas lideranças do agro brasileiro são premiadas pelo CNA Jovem

Cearense Renato Peixoto (calça branca) com o grupo vencedor

Os três jovens com melhor potencial de liderança e o grupo vencedor do CNA Jovem 2019 foram conhecidos no domingo (07), durante o último encontro da etapa nacional do programa. As atividades aconteceram no final de semana, na sede da CNA, em Brasília.

Carine Babick, de Santa Catarina; Paula Hofmeister, do Rio Grande do Sul; e Pedro Correia, do Rio de Janeiro; foram os ganhadores individuais. O grupo vencedor, formado por 10 jovens de diferentes estados, apresentou o projeto “Sustentar.e: conectando experiências”.

O trio vencedor foi eleito por uma comissão formada por técnicos da Diretoria de Educação Profissional e Promoção Social (DEPPS) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Já os grupos foram avaliados por uma banca composta pelo diretor-geral da Faculdade CNA, André Sanches; pela superintendente de Relações Internacionais da CNA, Lígia Dutra; pelo assessor técnico do DEPPS, Rafael Nascimento da Costa; e pelo especialista em Gestão de Projetos do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Pedro Cavalcante.

“Tivemos um grupo diferenciado e que demonstrou um crescimento muito grande desde o primeiro encontro. Essa terceira edição é marcante pela qualidade técnica e pelo perfil de liderança dos participantes”, afirmou a diretora de Educação Profissional e Promoção Social do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Andréa Barbosa.

Vencedores – Ao todo, 61 candidatos de 21 estados participaram da 3ª edição do CNA Jovem. O programa tem como objetivo formar e preparar lideranças para os desafios do setor agropecuário brasileiro.

Os jovens passaram por quatro meses de atividades intensas e quatro encontros presenciais durante o CNA Jovem 2019.

Além de avaliações individuais, eles foram divididos em seis grupos conforme os desafios para o setor priorizados no início da etapa nacional.

Renato Peixoto, do Ceará, foi um dos integrantes do grupo vencedor com o projeto “Sustentar.e: conectando experiências”. A iniciativa pretende valorizar os produtores rurais que participam da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar.

“É uma satisfação enorme, mas melhor ainda vai ser ver essa iniciativa poder beneficiar o produtor rural, que terá os seus produtos sendo reconhecidos pela sustentabilidade que é tão preconizada hoje em dia”, destacou ele.

Como prêmio, os três jovens ganharam uma viagem para o Vale do Silício, nos Estados Unidos, em novembro. Já o grupo vencedor participará do Congresso Internacional de Lideranças Jovens do Agro, em outubro, em São Paulo.