MEMBROS DA UNIDADE SINDICAL DO ESTADO DO CEARÁ DR. JOSIEL BARRETO DA SILVA VISITAM TV UNIÃO E FAZEM REGISTRO DOS 25 ANOS DE AGROPACTO NO CEARÁ.

Sindical de Viçosa do Ceará, respectivamente: Dr. Paulo Helder, Franze de Sousa, Elder Aguiar e Tarcísio Fontenele, esteve presente, nesta quarta-feira (09), no Programa Da Hora, da TV União, apresentado pelo jornalista Roberto Pires.

Os assuntos abordados foram: 0s 25 anos de Agropacto da FAEC, a Frente Parlamentar Mista da Agropecuária do Estado do Ceará e a UNIDADE SINDICAL. Após a apresentação pessoal, Franze de Sousa, a pedido do repórter Roberto Pires, falou sobre os 25 anos do Agropacto da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará. Inicialmente, abordou sobre a importância do Agronegócio para o Brasil, para o Ceará e para o município de Horizonte, quanto a geração de emprego e renda. Este, também, citou a recarga dos reservatórios do Ceará, em especial, o Castanhão, que disponibilizará água para o setor produtivo, promovendo a pujança da agropecuária cearense. Em seguida, fez um relato sobre a criação do Agropacto, em 11 de julho de 1995, pelo Dr. Torres de Melo. Sendo 15 anos coordenados por este e 10 anos pelo Dr. Flávio Saboya, atual Presidente da FAEC. Neste período foram 860 reuniões sobre os mais diversos assuntos, envolvendo temas relevantes da agropecuária cearense. Dentre estes destacam-se: a transposição do Rio São Francisco; a Transnordestina; o grande programa de recursos hídricos do Estado do Ceará; ações e abertura de postos da Conab; o endividamento e a rolagem de dívidas dos produtores rurais; discussões com a participação de Ministros , Secretários de Estado; debates com candidatos a governador; Audiência Pública para discutir a  cajucultura e o Funcaju,  dentre outros.

O Presidente do Sinrural de Horizonte mencionou sobre a coincidência do aniversário de 55 anos da FAEC, guarda-chuva do Agropacto.  Fundamentalmente deteve-se sobre a importância dos debates, da interação do setor público com o setor privado, técnico e institucional. salientou  que, a grande maioria das pautas discutidas nos diversos encontros do Agropacto, nas Câmaras Setoriais, Conselhos, etc, já haviam sido debatidos e encaminhadas as soluções pela FAEC, resultando em benefícios para a agropecuária do Estado do Ceará. Por fim, Franze de Sousa respondeu questionamentos feitos pelo repórter sobre a atuação dos Sindicatos Rurais e da FAEC, referentes as cadeias produtivas do município de Horizonte. Ocasião em que comentou sobre a importância da ATeG, no âmbito da FAEC / Senar, da capacitação dos nossos produtores rurais. Finalizando com a afirmação de que a FAEC e seus Sindicatos, interagindo-se pela ação da Unidade Sindical, devem se fortalecer, junto aos municípios, no intuito de levar as ações para a sustentabilidade da produção agropecuária e do aumento da geração de emprego e renda no campo. Dr. Paulo Helder, após sua apresentação, destacou a atuação da UNIDADE SINDICAL no evento que marcou seu lançamento e a proposição da criação da Frente Parlamentar Mista da Agropecuária do Estado do Ceará. Falou sobre a importância desta para estimular a ampliação de políticas públicas para o desenvolvimento da Setor Agropecuário Cearense e apoiar o fortalecimento do Sistema Sindical FAEC/SENAR/SINDICATOS RURAIS no Estado do Ceará.

Depositou esperança na criação desta Frente. Visto que os Deputados Moses Rodrigues e Daniel Oliveira assumiram compromisso de defendê-la junto a seus pares. Que iria lutar com afinco para ver prosperar a UNIDADE SINDICAL do Sistema FAEC/SENAR/SINDICATOS RURAIS. Em seguida, o Sr. Elder Aguiar, apresentou-se e agradeceu o espaço cedido para reforçar o papel do agronegócio na economia do País e do Estado do Ceará, especialmente neste período de pandemia do Novo Coronavírus (Covid-19) que enfrentamos. Ressaltou que muitas lições estão sendo tiradas deste momento trágico. Que é preciso cuidar mais da saúde das pessoas. Produzindo e ofertando alimentos saudáveis à população.

Que o Agropacto da FAEC é o fórum apropriado para discutir temas importantes à vida de todos produtores rurais. Como o fortalecimento das cadeias produtivas. Em especial, aos produtores de leite, que se encontram sufocados pela elevação dos preços dos insumos (milho, soja etc.)  e pelos baixos preços pagos pelos laticínios àqueles.  Bem como os produtores de banana que foram proibidos de realizar a pulverização aérea de seus bananais por Lei Estadual.

O Presidente do Sindicato Rural de Moraújo enfatizou que a UNIDADE SINDICAL reafirma o compromisso de apoiar e empenhar-se pela viabilização das bandeiras assumidas pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará, em defesa de seus produtores rurais e de seus Sindicatos. Para finalizar a entrevista, com os representantes sindicais, o Sr. Tarcísio Fontenele falou sobre a ação que o Sindicato Rural de Viçosa vem desenvolvendo para fortalecer as cadeias produtivas à Região da Ibiapaba. Destacou a importância do Programa de Assistência Técnica e Gerencial – ATeG do Senar para dotar o produtor rural de informações técnicas essenciais ao fortalecimento de suas atividades agropecuárias. Que vem incentivando a produção de cultivo de orgânicos.

Que a UNIDADE SINDICAL proporcionará intercâmbio e a troca de experiências entre a: FAEC, os dirigentes de Sindicatos Rurais e seus produtores. Que representará um marco, extremamente importante, para o fortalecimento e desenvolvimento do Sistema Sindical FAEC/SENAR e Sindicatos Rurais.