Dia de campo em Ibaretama mostra resultados de Pesquisas com Forrageiras para o Semiárido

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) – por meio do Instituto CNA – a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) , e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará, – FAEC, com o apoio do Sindicato Rural de Ibaretama, realizam nesta quinta-feira, dia 27, a partir das 8 hs,um dia de campo, na Fazenda Triunfo no município de Ibaretama- CE, onde serão feitas demonstrações sobre  forrageiras adaptadas ao semiárido : dentro do  Projeto Forrageiras para o Semiárido – Pecuária Sustentável.

O evento é destinado a produtores rurais, técnicos ,pecuaristas e estudantes  dos municípios de Ibaretama, Quixadá e Quixeramobim, e serão  feitas demonstrações em três estaçōes: Estação I – O Projeto “ Forrageiras para o Semiárido  – Pecuária Sustentável“ e Lenhosas- Estação II – Gramíneas Perenes e Anuaise – Estação III – Cactáceas

A iniciativa foi implantada em todos os estados da região nordeste,e no Ceará conta com 1 Unidade de Referência Tecnológica (URTs) representativas do semiárido brasileiro, localizada na Fazenda Triunfo, em Ibaretama. O Projeto avalia o potencial produtivo e a adaptação das plantas forrageiras às condições climáticas do semiárido para recomendação de novas opções de fonte de alimento para os rebanhos.

Outra importante ferramenta para o produtor é o aplicativo Orçamento Forrageiro, que auxilia o produtor na gestão e no manejo das forrageiras da propriedade. Tudo isso possibilita o aumento na renda do produtor e o estímulo à atividade agropecuária com mais qualidade de vida no semiárido.

Dia de Campo

A redução bem como a má distribuição das chuvas vem se tornando um fator desafiador na produção de forragem causando limitações na competitividade e viabilidade na atividade no semiárido brasileiro. O uso combinado de diferentes plantas forrageiras mais tolerantes à baixos índices de pluviosidade, associado ao uso de tecnologias podem contribuir para viabilizar a pecuária nesses locais, através do estabelecimento eficiente de uma orçamentação forrageira que permita ganhos produtivos de forma contínua.

Objetivo:

Difundir os resultados produtivos, de crescimento e de resistência obtidos na URT de Ibaretama-CE. Esses dados servirão de base de informações para produtores, pecuaristas e técnicos para o planejamento estratégico e tomadas de decisões para seleção de cultivares de maior eficiência produtiva em ambiente característicos de semiárido com menores precipitações, entre outros fatores climáticos, com objetivo de obter sistema produtivos com maior gestão estratégica na orçamentação forrageiras de suas propriedades, podendo ser utilizadas como alternativas alimentares para os rebanhos bovinos, caprinos e ovinos.

Resultados já alcançados

1- Produção do sorgo ponta negra e do sorgo BRS 658 (nas gramíneas anuais – Produção de silagem)

2- Produção e sobrevivência dos capins massai e quenia (gramíneas perenes para pastejo)

3- Produção e sobrevivência das palmas orelha de elefante mexicana e miúda  (cactáceas como fonte energética e  hídrica)

4 – Produção e resistência da gliricidia  (banco de proteína).

Principal quebra de paradigma com projeto e o dia de campo: Apresentar opções de cultivares resistentes e produtivas para o semiárido com a formação de um “cardápio forrageiro” que permitirá a seleção e combinação estratégica de diferentes alternativas alimentares para as produções de ruminantes no semiárido cearense e brasileiro.

Público Alvo:

Técnicos, pecuaristas, produtores e estudantes.

Coordenação:

Flávio Viriato de Saboya Neto

Sergio Oliveira da Silva

Eduardo Mello Barroso

Giovani Rodrigues Chagas

Programação

Recepção e inscrição: 7h30

Café da manhã para os inscritos

Início: 8h00

1 – Boas vindas aos participantes

2 – Estação I – O Projeto “ Forrageiras para o Semiárido  – Pecuária Sustentável“ e Lenhosas

3 – Estação II – Gramíneas Perenes e Anuais

4 – Estação III – Cactáceas