Com atuação da CNA, governo anuncia abertura do mercado indiano para o gergelim

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) teve atuação determinante para a abertura do mercado da Índia para o gergelim brasileiro, anunciada pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante visita ao país asiático nesta semana.

O mercado internacional do produto é estimado em US$ 3 bilhões por ano. As exportações brasileiras ultrapassaram os US$ 25 milhões em 2019. O Vietnã lidera as importações brasileiras, seguido por Guatemala, Arábia Saudita e Turquia.

A entidade havia encaminhado oficialmente à ministra, em julho do ano passado, a demanda do setor e solicitou apoio do Governo para a abertura do mercado indiano para as exportações do produto, ao passo que o país é grande demandante desse tipo de semente.

No documento, a CNA salienta que o Brasil tem ampliado significativamente a produção de gergelim nos últimos anos, sendo estimulado pela atratividade dos resultados econômicos.

Segundo o coordenador de Produção Agrícola da CNA, Maciel Silva, a demanda partiu dos produtores de gergelim de Mato Grosso, que vêm aumentando o cultivo da semente como alternativa de diversificação em regiões tradicionalmente produtoras de soja e milho.

“Com a viagem da ministra à Índia, conseguimos esclarecer as informações técnicas que faltavam e as negociações avançaram. Ao considerar a importância estratégica da Índia no mercado global de gergelim, a abertura para o produto brasileiro é mais uma possibilidade para que essa cadeia produtiva desenvolva estruturada nos parâmetros globais e passe, por consequência, a cumprir os requisitos para outros mercados”, disse Maciel Silva.

De acordo com o produtor rural e vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Marcos da Rosa, o Brasil tem uma participação incipiente no mercado mundial de gergelim e a comercialização estava restrita a poucos países.

“Esse trabalho foi iniciado com o adido agrícola do Brasil na Índia. Depois fomos ao Ministério da Agricultura e buscamos apoio técnico da CNA. O resultado é muito importante para os produtores de gergelim do Brasil. Isso cria uma expectativa de mais compradores no mercado”, afirmou Rosa.

Fonte: Assessoria de Comunicação CNA